Relaxamento Mental – Meditação Ansiedade – Bacellart Psicólogo USP

Relaxamento Mental 

Meditação Ansiedade – Exercício não tão difícil de fazer:

     Através de demandas de analisandos com pânico, ansiedade ou estresse, precisei pesquisar como ajudá-los a lidar de uma forma mais prática com esses incômodos. A meditação tradicional, exige muita disciplina, é muito difícil de executá-la e as vezes é preciso deslocar-se até locais apropriados; que, dependendo de como a pessoa está, torna-se um peso extra. Então, através de experiências no Taoísmo e Budismo; e sobretudo testando comigo mesmo, desenvolvi uma forma de Relaxamento Mental – Meditação Ansiedade, facilmente executável; ou melhor, no início pode ser difícil, mas é viável de ser efetivada.

© Copyright – Bacellart Psicólogo USP – O ensaio aqui publicado pode ser reproduzido, no todo ou em parte, desde que citados o autor e a fonte.

     Experimentei em mim mesmo algumas técnicas e terminei por concluir/preferir esse exercício, vide vídeo abaixo(como gosto de chamar, pois não e fácil); de maneira que foi me boa. Depois sugeri a amigos, recebi aprovação, assim também o fiz para analisandos, que, desde 2005 tem me dado bons pareceres.

     Relaxamento Mental – Meditação Ansiedade:  A proposta básica é respirar e contar.

     O principal é focar em tudo o que acontece nesse movimento, como o som do ar que entra, o movimento do abdômen, a temperatura do ar, visualizar o número, contar mentalmente, sentir o ar na expiração, etc. E repetir novamente. De preferência com os olhos fechados e se for em local barulhento com protetor auditivo.

     Nessa repetição do relaxamento mental, concomitante é desenvolvido o foco, algo que as carreiras profissionais e estudantis tanto apreciam; e de fato é importante para nós, sobretudo nessa vida com tanta informações que colabora para perder a concentração. Os adeptos do Budismo via de regra conseguem uma maior concentração, por focarem a existência no agora (algo que recomendo até certo ponto, pois passado e futuro são também fundamentais em nosso viver).

     Bem, voltando ao exercício de relaxamento mental – Meditação ansiedade: Diária.

     1) Não é algo para se fazer apenas segundos antes de algum incômodo, mas sim sempre que possível.

     2) O tempo ou até quanto se conta, é algo que sugiro fazer até quando se pode e até quando não se está forçando muito para continuar, a medida é muito pessoal e pode variar dependendo de como se está no momento. Não se cobre muito.

    3) É normal outros pensamentos “invadirem” a contagem/respiração. É quando entra uma certa disciplina para continuar, por isso chamo de exercício, não é fácil; mas com o tempo vai facilitando e você vai tendo menos dificuldade.

     4) É possível variar, por exemplo a forma como se respira; concomitante ao alongar um músculo, até de olhos abertos enquanto arruma algo calmamente. Por exemplo, caso esteja esperando por um transporte, qual seja, pode sincronizar passos com a respiração, enquanto caminha; durante o banho focar a atenção no que acontece a cada momento; enquanto dirige olhar mais atentamente para o que se desenrola no trajeto. Essas também são formas de exercitar o foco.  Para quem está acostumado a comer rápido, tudo isso dito acima ajuda, além de colocar o foco no sabor, pensando se vai melhor o tempero, etc.

Artigo Relacionado: Pânico

Relaxamento Mental / Meditação ansiedade: Bom exercício, possível em diversas situações, sem custo, sem descupas.

Bacellart Psicólogo

Abordagem: Fenomenologia existencial (Heidegger) e simpatia pela Psicanálise do amadurecimento de Winnicott. Se necessário, orientação comportamental de terapia breve.

Aluno convidado, doutorado USP (Gilberto Safra) e PUC (Zeljko Loparic).

Especialista em depressão, casamento e namoro.

Consultório Av. Paulista, Jardins, Cerqueira César, Bela Vista, Jardim Paulista. Metrô Consolação ou Masp/Trianon.

Possibilidade de entrevista para TV, rádio, revista e jornal.

 Relaxamento Mental - Meditação Ansiedade