Discutir a relação vale a pena 2pt – Bacellart Psicólogo USP

Discutir a relação vale a pena 2ªpt

Escutar intimamente o outro, compaixão “empatia”.

    Discutir a relação vale a pena? Compaixão, ou empatia aqui, é usada no sentido de abrir-se e aproximar-se do ouro, de forma a senti-lo e compreendê-lo melhor. Quando fui voluntário no CVV , fizemos um curso de 12 aulas para APRENDER A OUVIR. Incrível, não?

    Estamos acostumados a tentar resolver o problema do outro, de forma muito prática e rápida, segundo valores que imaginamos serem os melhores. Isso pode dar alguns problemas; como a pessoa quer apenas um ombro amigo, a pessoa não se sente compreendida pois queria compartilhar seu sentimento, então para isso precisou ligar para um estranho do CVV.

     Enfim, desenvolvendo sua empatia, ajudará na DR e pode ser levada para todas as relações da vida; onde é importante estar atento, compreendendo e se deixando compreender.

© Copyright – Bacellart Psicólogo USP. O ensaio aqui publicado pode ser reproduzido; no todo ou em parte, desde que citados o autor e a fonte. 

“DR com calma, tom de voz leve, não é real! não é espontâneo! não quero isso!”

     Sim, isso mesmo, é algo falso! Pode-se muito bem optar por continuar sendo agressivo com quem você diz amar, existem casais que preferem brigar porque depois “volta tudo ao normal”; além disso é muito mais fácil rompantes de agressão do que uma convivência civilizada, casais assim podem continuar dessa forma para sempre.

     Contudo, então, se é para relacionar-se completamente na verdade; por exemplo, diga para seu(ua) esposo(a) algo como: “desejo demais levar sua(eu) irmã(o) para a cama”.

     Educar filho na espontaneidade: Para quem é contra conter-se em discutir a relação afetiva, lembre que seu filho muitas vezes não se sentirá bem sendo tratado de forma bruta e, que existem situações que falar a verdade pode trazer problemas a ele; desde dizer que Papai Noel não existe, passando por “não queria que você nascesse, eu me arrependo porque não tive coragem de abortar”, “mamãe quer morrer”, “papai não gosta da mamãe, está namorando o Fernando”, etc.

Discutir a relação vale a pena: 

– Qualquer relação –

Quando a outra pessoa se recusa a conversar…

     Costumo escutar esse tipo de situação, inclusive sugerir para o analisando iniciar a conversa em tom ameno, reconhecendo seus erros; que não está criticando negativamente, mas que precisa ter uma troca com a pessoa.

     Muitas vezes me disseram que fizeram isso várias vezes e não tiveram nenhum resultado; inclusive que a pessoa se recusa não apenas a ter consultas com psicólogo, mas até conversar com outras pessoas.

     Sinto muito, mas nesses casos minhas opções chegaram ao fim, exceto se a pessoa quer tentar outras vezes, que pode esperar meses ou anos para que a(o) parceira(o) consiga comunicar-se, então desejo boa sorte.

     Minhas sugestões nesse artigo são para o casal que em consenso deseja uma relação que vá se desenvolvendo, e se utilize de uma DR de forma saudável.

 O problema Whatsapp:

     Tenho me preocupado, pois muitas pessoas, mesmo as da minha idade (50 anos em 2017), estão “se comunicando” por whatsapp, através de frases curtas. Mesmo com a possibilidade de uso de áudio/vídeo/chamadas. Fazem DR por whatsapp, sobretudo pela facilidade.

     Creio que isso possa prejudicar a capacidade de uma comunicação mais adulta, que exige um diálogo maior, mais profundo, com uma troca maior, pois mesmo na troca de frases curtas, gastasse mais tempo que na fala. Cuidado! Por isso afirmo que: Discutir a relação vale a pena.

Artigo Relacionado : Melhor forma de Discutir a Relação

 

Bacellart Psicólogo Terapia

Abordagem: Fenomenologia existencial (heidegger) e Psicanalista do amadurecimento de Winnicott. Se necessário, orientação comportamental de terapia breve e coach/coaching desenvolvimento profissional, pessoal e do amor.

Aluno convidado, doutorado USP (Gilberto Safra) e PUC (Zeljko Loparic).

Especialista em depressão, desenvolvimento profissional, casamento e namoro.

Consultório Av. Paulista, Jardins, Cerqueira César, Bela Vista, Jardim Paulista, jardins. Metrô Consolação ou Masp/Trianon.

Possibilidade de entrevista para TV, rádio, revista e jornal.

 Discutir a relação vale a pena

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *