Competição é bom ou ruim – Bacellart Psicólogo USP

Competição é bom ou ruim? 

Os perigos de um mundo cada vez mais hipercompetitivo

     Competição é bom ou ruim? No sentido positivo, é fácil, ela pode nos estimular-mos a nos desenvolvermos; ou mesmo uma competição consigo mesmo. A competição positiva estimula, por exemplo, os esportes; as olimpíadas acadêmicas e diversos concursos; desde da torta de morango até para juiz.

     Um dos problemas da competição, sobretudo hoje em dia que parece que ela é mais acirrada; é que há muitíssimo mais perdedores do que ganhadores, e não haveria de ser de outra forma. Há uma espécie de pirâmide onde poucos estão no topo; e o restante são “perdedores” que precisam se resignar ou se frustam. Atualmente (2017), um estudante que veio de uma ótima escola particular; precisa ficar em média 4 anos em dedicação exclusiva em um cursinho focado em medicina para universidade pública. Até vendedores ambulantes no metrô estão com maior concorrência.

© Copyright – Bacellart Psicólogo USP. O ensaio aqui publicado pode ser reproduzido; no todo ou em parte, desde que citados o autor e a fonte.

  Stress e terapia: o mundo hipercompetitivo parecem não possuir cura; exceto quando as pessoas morrerem e adoecerem muito mais, como acontece nos casos de Karoshi no Japão. A essência do é a competição, não há outra forma, quando eu era adolescente nos anos oitenta; alguém que tivesse curso superior estava garantido profissionalmente, hoje, com pós/inglês/etc, talvez consiga manter-se no marcado. Some a isso a oferta de produtos que desejamos cada vez mais e melhores… Então haja competição/hora extra para estar no jogo. Ao menos existe terapia para lidar com isso; alias, diversas terapias, não exclusivamente de cunho psicológico, mas que aliviam o stress.

     A hipercompetitividade “atravessou” o pacífico, vindo do Japão e Coreia do sul, e desembarcou também no Brasil. Estudos mostram que o país já é o 2º em stress no mundo, perde apenas para o Japão, a pesquisa contraria o mito do Brasil ser um país tranquilo e alegre. Stress é muito prejudicial! Além disso, país com enorme desigualdade social não costuma ser emocionalmente saudável.

 Enfim,  competição é bom ou ruim? – estar atento:

     Por vezes o indivíduo é competitivo, sua forma de ser. Isso pode ser excelente em vários aspectos, pois ele se esforça e conquista várias coisas, um empreendedor além de crescer, pode dar emprego a outros. Não comentarei sobre os problemas de sempre sentir-se em competição com os outros e isso criar alguns problemas, como o foco aqui é o stress; uma pessoa competitiva, estará sempre exigindo de si, querendo sempre atingir o melhor, em altas exigências para consigo… Adivinhou? sim, ela poderá ter esgotamento mental. Por vezes competitividade tem a ver com autoestima (sugestão de artigo).

Artigo relacionado: Stress e Terapia

 

Bacellart Psicólogo Terapia

Abordagem: Fenomenologia existencial (heidegger) e Psicanalista do amadurecimento de Winnicott. Se necessário, orientação comportamental de terapia breve e coach/coaching desenvolvimento profissional, pessoal e do amor.

Aluno convidado, doutorado USP (Gilberto Safra) e PUC (Zeljko Loparic).

Especialista em depressão, desenvolvimento profissional, casamento e namoro.

Consultório Av. Paulista, Jardins, Cerqueira César, Bela Vista, Jardim Paulista, jardins. Metrô Consolação ou Masp/Trianon.

Possibilidade de entrevista para TV, rádio, revista e jornal.

 Competição é bom ou ruim


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *