Como melhorar a gestão de pessoas – Bacellart Psicólogo USP Coach

Como melhorar a gestão de pessoas.

Trabalhando as dificuldades pessoais para melhor coordenar.

     Como melhorar a gestão de pessoas, significados de gerir: administrar, liderar (eu gosto mais da palavra conduzir, pois quem conduz tem uma postura mais zelosa); e para como eu vejo a gestão de pessoas, o fundamental: gostar de cuidar do outro.

     Para cuidar dos outros, é preciso humildade, paciência e compaixão. Compaixão é quando você se abre e se esforça em acolher e compreender o mundo das pessoas, que é diferente do seu, você escutará mais atento. Compaixão lembra uma palavra muito dita atualmente, que é empatia; mas, a rigor, por-se emocionalmente no lugar do outro é difícil, teria que assumir a personalidade dele, e poderia atrapalhar para uma análise mais objetiva de como o gestor precisa atuar no momento.

© Copyright – Bacellart Psicólogo – O ensaio aqui publicado pode ser reproduzido, no todo ou em parte, desde que citados o autor e a fonte.

 Como melhorar a Gestão de pessoas é difícil! Dificuldades mais comuns:

     Se for uma pessoa autoritária, dominador, que não aceita de forma alguma algum questionamento ou ideia, todos temem e ninguém gosta, terá problemas. O mesmo, semelhante, para quem tem problema em ser orgulhoso (ou que tenha alta autoestima). O ideal é ter autoridade, quando se tem admiração, serve de referencial e se torna um bom líder na gestão de pessoas.

    Se for um indivíduo controlador, como característica de sua personalidade, não apenas profissional; será ansioso, certamente terá dificuldades em delegar tarefas, irá se sobrecarregar e se se estressar com os liderados.

     Um profissional que foi promovido por ter um excelente networking e/ou por um bom profissional. Este se comprometeu com o novo cargo ou como dizem, aceitou o desafio; mas tanto empresa como o próprio não conseguiram identificar que ele não tinha as competências necessárias; como se diz no jargão da gestão de pessoas, para cuidar bem de seus colaboradores. Pode até ter sido bem treinado, estudado o assunto, mas sua personalidade não está bem desenvolvida para esse tipo de função.

Outros exemplos comuns de personalidade que atrapalham em Como melhorar a gestão de pessoas:

      Caso o líder tenha seja levemente deprimido, rigoroso e/ou ter o hábito de dar mais atenção as dificuldades da existência; pessimista, geralmente fará críticas ao colaborados, talvez nunca faça um elogio, como todos gostam e precisam, não apenas profissionalmente.

     Se for uma pessoa que precisa muito de aprovação, por diversos motivos ocorridos na formação de seu EU, vai ter dificuldades em dizer ‘Não’, ou seja, saber colocar limites nos outros da forma adequada como se é esperado na gestão de pessoas.

     Baixa autoestima, não se sentirá forte o suficiente para liderar quando se é necessário ser mais firme com o liderado. Terá muita preocupação com o julgamento de todos.

     Já tive contato também com profissionais que o que atrapalhava em sua atuação era o medo de ensinar bem e perder o emprego. Ao invés de ver que numa promoção sua, por exemplo para gerente sênior, teria uma pessoa apta para assumir a sua posição.

Como melhorar a gestão de pessoas – Psicólogo Coach O que fazer:

    Creio que agora você tem um bom material para refletir sobre si mesmo; percebeu o quanto questões de desenvolvimento pessoal e autoconhecimento são fundamentais para uma saudável gestão de pessoas. Identificou os pontos de sua personalidade para amadurecer. Se não ficou tão claro, pode pensar que situações costuma ter mais dificuldade, o que é uma queixa padrão dos outros em relação a você. Meditação ou qualquer atividade que você silencie a mente também pode ajudá-lo a se perceber, e, claro a psicoterapia.

Como melhorar a gestão de pessoas

     Bom trabalho!

     Uma importante tese de doutorado na USP de Cristiane Vaz de Moraes; A prática do desenvolvimento humano em empresas: uma (re)significação do coaching pela atenção ao cuidar de ser.

Bacellart Psicólogo Terapia

Abordagem: Fenomenologia existencial (Heidegger) e Psicanálise do amadurecimento de Winnicott. Se necessário, orientação comportamental de terapia breve ou Coach profissional, pessoal e do amor.

Aluno convidado, doutorado USP (Gilberto Safra) e PUC (Zeljko Loparic).

Especialista em depressão, casamento e namoro.

Consultório Av. Paulista, Jardins, Cerqueira César, Bela Vista, Jardim Paulista. Metrô Consolação ou Masp/Trianon.

Possibilidade de entrevista para TV, rádio, revista e jornal.