2 NEG Perfil Psicológico

O que as Empresas buscam:

Theodore Roosevelt: 

Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço,

mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço. Isso é caráter.

© Copyright – Bacellart Psicólogo Coach USP – Capítulo de seu Livro Registrado na Biblioteca Nacional – Protocolo 2019RJ 3697.

Tenha Claro Que, para a Empresa sua personalidade é uma questão para mencionar no currículo e/ou para aplicar-se a uma função maior na empresa.

Abaixo você terá uma melhor noção de quais mencionar, de acordo como você realmente é: 

    Vamos ver e estar atento ao que o R.H. busca em um candidato para contratar ou promover; vou te apresentar a essência de habilidades pessoais para você iniciar ou continuar seu desenvolvimento pessoal e profissional. Listei uma compilação de dados, como disse no capítulo anterior, conforme as pesquisas. Em algumas empresas de RH, por exemplo, citavam qualidades usando palavras sinônimas como: ‘flexibilidade’ e ‘resiliência”- ‘equilíbrio emocional’, ‘inteligência emocional’ e ‘autoconhecimento’ – ‘bom relacionamento’ e ‘comunicação’; assim, quando fui organizar as informações, uni os termos semelhantes; e cheguei nos seguintes resultados, por ordem de importância, tanto pelo Recursos Humanos quanto pela minha visão de psicólogo Coach:

 

     1) Bom relacionamento / Comunicação / Empatia.

     2) Foco / Resultado.

     3) Energia / Proativo / Confiança.

     4) Empreendedor / Liderança / Competitividade Sadia.

     5) Equilíbrio emocional / Autoconhecimento / Inteligência Emocional.

     6) Comprometimento / Engajamento.

     7) Resiliência / Flexibilidade.

     8) Visão da organização / Estratégia.

     9) Criatividade / Inovação.

     10) Habilidade Técnica*.

Aqui está claro que excetuando o 10º tópico*, TODOS os outros se referem a personalidade (o ser psicológico de cada um).

     Até mesmo o 8º tópico**(visão), aparentemente algo técnico, diz respeito a personalidade, visto que envolve ‘Abertura’ Global para os fundamentos da empresa – “Sair de sus interesses de colaborador que só espera benefícios da organização; e olhar os fundamentos que a sustentam, para onde ela quer e precisa ir. Consequentemente, a temporalidade amadurecida para o porvir/futuro, a fim de traçar ou ao menos compreender as estratégias da empresa.

 

Todas essas qualidades acima, de alguma forma se intercalam:

 

     1) Amadurecimento (saúde psíquica) e equilíbrio emocional, são as principais; está claro que é a que dá sustentáculo para que as outras ocorram bem.

     2) Inteligência Emocional com Bom Relacionamento.

     3) Pró-atividade com Liderança.

     4) Resiliência com Empatia.

     5) Autoconhecimento e Comunicação.

     6) Empreendimento e comprometimento.

 

     Esses são alguns exemplos, mas existem diversas combinações, com três, quatro, e… até todas as nove qualidades de o que uma empresa procura em um profissional; excetuando a Habilidade técnica.

     T.I. – Por falar em habilidade técnica; e agora priorizando os profissionais de T.I., que até pouco tempo atrás o grande pedido era o conhecimento técnico; visto que em tese, não precisariam muito das outras habilidades do comportamento (emocionais).

     Contudo, hoje em dia, vejo em meu consultório, cada vez mais pedirem a esses profissionais, que desenvolvam sua personalidade, visto que:

     1) Precisarão trabalhar em equipe.

     2) Gestão de colaboradores.

     3) Lidar com a diretoria.

     4) Reunião para diagnosticar o produto que o cliente precisa.

     5) Outra reunião para vender o produto a esse cliente (que pode ter dificuldades emocionais difíceis de lidar).

    

Equilíbrio/Inteligência Emocional:

     A proposta é desenvolver os pontos da personalidade do coachee terapêutico / analisando, que tiveram uma interrupção em seu amadurecimento, devido à uma série de motivos, ocasionando essas dificuldades para conseguir um emprego, se manter nele e crescer. O comportamento comprometido, impede sua desenvoltura e progresso no ambiente do trabalho. Certamente esses pontos se alastram para além do âmbito profissional / afetivo por exemplo. No entanto, aqui o foco é a performance de sua carreira; o profissional que aceitou o ‘chamado interno’ para se aperfeiçoar; E isso se dará em sua postura profissional saudável, ou seja, madura, pois maturidade é sinônimo de saúde.

     Como Psicólogo e depois como Coaching Terapêutico, através de minha prática clínica, psicoterapia, pude perceber profundamente; na intimidade do coachee terapêutico / analisando, o quanto o aperfeiçoamento pessoal é fundamental para o desenvolvimento profissional. Obviamente que cursos, literatura e a experiência ajudam, mas até um certo ponto, e por vezes uma “mudança” forçada.

    É preciso responsabilidade para consigo e para com o outro. A maturidade é algo sério, uma meta a ser perseguida com afinco, pois depende de um trabalho pessoal que resultará no entendimento de questões da personalidade não desenvolvidas, além de conseguir ver e admitir erros, dito assim, como as prioridades para seu aperfeiçoamento profissional.

 

“Todo ser humano é dotado de uma tendência inata

ao amadurecimento, e amadurecimento é saúde”. DWW.

 

O ponto de Vista do Empresário:

     Antes de me detalhar nessas questões que as empresas priorizam no profissional, vou continuar com minha tese de como se ter o desenvolvimento pessoal; mostrando/relembrando pontos como: aproveitando nosso momento político, final da década de 10 do século XXI, o quanto a personalidade de um Juiz de direito é o principal para suas decisões, e por mais que a Lei esteja detalhada; então, ele pode se valer de sua interpretação pessoal (ou seja, de sua personalidade, digamos arrogância).

     Seguindo o exemplo acima, coloque-se no lugar de um empresário, ele tem um diretor que é responsável por determinado departamento, por exemplo, marketing; e esse diretor tem um determinado orçamento. Se ele tiver problema de excesso de confiança/autoestima, fará uma campanha de altíssimo valor, talvez utilizando todo o recurso que seria usado para o ano; o que é arriscado.

     Portanto, tanto o juiz, quanto o diretor de marketing, poderão causar graves prejuízos a cada instituição que pertence; devido ao seu jeito de ser, psicologicamente falando, ou seja: arrogância e excesso de confiança/autoestima, que são o mesmo distúrbio.

     O mundo muda, os valores morais, os paradigmas. Geralmente a tendência é para melhor; apesar de ainda existir guerras e atrocidades, o mundo se alimenta melhor, por exemplo. Em suma, os empresários que precisam estar constantemente atentos para as mudanças; e claro, também os colaboradores, ambos entenderam o quanto o rendimento de ambos está diretamente ligado ao seu comportamento.

Então, com os dois exemplos citados, fica claro o motivo do porquê as empresas selecionam o candidato tendo como premissa tantos pontos de sua personalidade; pois é isso que será o mais relevante no momento de uma ação, por menor importância que tenha. Esses erros, provocam prejuízos para a empresa, desgaste emocional para o profissional; e o próprio desgaste devido ao chamado “retrabalho”.

 

 

Questão Base: A Escolha de um Candidato, ocorre mais pela de sua Personalidade do que Habilidade Técnica. 

 

 

Please rate this